sábado, 26 de fevereiro de 2011

Minha vizinha


Eu nunca vi minha vizinha de baixo. Sei que se chama Simone e que é cabeleireira, ou vende produtos de cabelo para redes de salões, ela é solteira e não tem filhos, mora sozinha.
Sei que sua casa é toda delicada e que ela tem um carro vermelho, seu gosto musical me agrada um pouco, sei que ela gosta de colocar pimentão em todas as comidas que pode e quase sempre cozinha macarrão com molho vermelho.
Sei que ela tem uma diarista que limpa sua casa sempre aos domingos, sei até que essa diarista é evangélica.
Minha vizinha tem entre 29 e 39 anos. Sempre que pode enche a casa de amigos, freqüenta barzinhos e ás vezes chama seu pai para almoçar com ela.
Ela possui uma voz que muito me agrada; e mesmo que nunca tenhamos conversado, sei que ela me apóia na guerra que armei com nossa vizinha do bloco ao lado.
Ela é alegre... E com certeza uma mulher com um espírito muito jovem.

sábado, 12 de fevereiro de 2011

A Menina que não gostava de sapatos

Era uma vez uma menina que não gostava de sapatos, seu pé possuia uma_ quase imperceptivel_ deficiencia que não permitia que usasse salto alto; então a pobre menininha começou a trabalhar em uma  loja de sapatos, ela não entedia de Anabela, Louboutin, etc... E continuou sem entender e sem gostar de sapatos.
 Ela encontrou outro emprego, foi morar sozinha, viajou o mundo e viveu feliz para sempre, usando tenis e chinelo. :)

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Volte Sempre (no meu orkut e no blog) ;)

É engraçado como você me procura, procura no cabelo, nas roupas, nos lugares... Sabe? Eu também te procuro.
É engraçado como todos os dias você pensa em mim. E esse ódio?! Esse ódio todo tem cara de amor reprimido. HaHa
Você teima em dizer que esqueceu e que pensar não dói mais, tentando fazer com que todos tenham certeza de que isso é verdade para que, quem sabe assim você possa acreditar nisso.
Eu queria te dizer tantas coisas e tantas vezes eu mudo de idéia.
O que sentimos ainda não tem nome.
E três vezes por semana mudo de idéia sobre você. Não que eu seja uma pessoas religiosa, mas nos dias em que acredito em Deus rezo por você, você que cometeu os mesmos erros que eu e ainda os cometemos.
Espero que você seja feliz de acordo com seus merecimentos.
“Certas atitudes me matariam de raiva mas eu optei por rir delas” ;)
Não guardo rancor de mais ninguém, inclusive de você, por hora isso é tudo que você precisa saber.

Obrigada pela visita e volte sempre.